Melhoria de Processos, Engajamento de equipe

Equipes Eficazes: Google revela seu segredo

Por

Agosto 23, 2017
0
Comentários

Google revela o segredo para se ter equipes eficazes ... e não é o que você pensa.

De acordo com a edição de fevereiro da Harvard Business Review, nas últimas duas décadas "o tempo gasto por gerentes e funcionários em atividades colaborativas cresceu 50% ou mais". Está se perguntando como poderia consistentemente criar equipes eficazes que fazem desse tempo gasto ser mais produtivo em sua organização?

O trabalho em equipe oferece benefícios substanciais: melhores decisões, maiores níveis de inovação e maior engajamento, porém quando eles funcionam bem. Mas qual o segredo de uma equipe de alto nível de desempenho? E por que tantos falham?

Um artigo do New York Times "O que o Google aprendeu em sua busca para construir a equipe perfeita" [inglês], delineou os resultados de um extenso projeto interno iniciado pelo Google há quatro anos, a fim de estudar e identificar os fatores-chave que tornam as melhores equipes mais bem-sucedidas. Em 2012, a divisão de análise de pessoas do Google engajou os principais analistas, sociólogos e engenheiros, que integraram as descobertas da pesquisa acadêmica com os métodos do big data com o qual a empresa é reconhecida e, em primeiro lugar, não encontraram padrões recorrentes para prever quais equipes teriam um desempenho de alto nível. Interesses ou costumes em comum? Não! Preferências para os mesmos tipos de recompensas? Também não! Tipos de personalidade semelhantes? Isso não vem ao caso.

Depois de analisar dados de mais de 180 equipes do Google, os pesquisadores ficaram surpresos, até que começaram a investigar o grupo de "normas" para tais equipes de sucesso. As normas - que são nada mais que conjuntos informais de regras que regem os comportamentos individuais em um grupo - foram o que o projeto finalmente determinou que de algum modo são o diferencial-chave no sucesso ou na falha de uma equipe. Mas mesmo assim, depois de estudarem mais de uma centena de equipes por mais um ano, os padrões que eles observaram sugeriram respostas, às vezes contraditórias.

Por fim, enquanto o Google confirmou uma série de fatores importantes para o sucesso da equipe, incluindo objetivos claros e criação de uma cultura de confiabilidade, os dados indicaram que, acima de tudo, é a presença ou ausência de segurança psicológica que determina se uma equipe irá prosperar. A boa notícia é que agora sabemos o que é extremamente importante: estabelecer um ambiente dentro de cada equipe que permita que cada um de seus membros se sinta seguro. O desafio é... como fazer isso?

De acordo com os pesquisadores, dois fatores essenciais para a segurança psicológica são: que os membros da equipe conversem de forma equilibrada (com a contribuição aproximadamente igual de todos) e que indivíduos mostrem empatia um pelo outro. Agora, enquanto a participação e a empatia não são idéias novas, a implementação pode ser um desafio.

Durante décadas a Dale Carnegie vem trabalhando com profissionais de negócios de forma que possam se desenvolver e tornarem-se especialistas exatamente no que se refere às habilidades interpessoais. Listados abaixo estão três dos trinta princípios clássicos de Dale Carnegie, contendo segredos do sucesso para estabelecer a segurança psicológica em qualquer equipe:

Deixe a outra pessoa falar a maior parte da conversa - Todos nós já trabalhamos em equipes onde você não consegue expôr a sua ideia. Sempre há alguém ou um grupo de pessoas que assume a discussão e monopoliza a conversa. Ensinar os colegas a serem bons ouvintes é essencial para o bom funcionamento da equipe, pois incentiva a contribuição de todos.

Não critique, condene, não se queixe - Segurança significa sentir-se livre para compartilhar ideias sem ter medo de ser recriminado. Equipes cujos membros são experts em evitar a nossa tendência natural de apontar o dedo aos erros dos outros, ou de hostilizar o ponto de vista que se difere do seu, já estão um passo à frente na construção de um ambiente seguro e que ajuda a exteriorizar as melhores características e habilidades existentes em cada um.

Tente honestamente ver as coisas do ponto de vista da outra pessoa - O objetivo de toda equipe é aproveitar o poder intelectual superior de um grupo de pessoas em relação a qualquer indivíduo, por mais inteligentes que sejam. No entanto, sem uma verdadeira empatia pelo ponto de vista de outra pessoa, tudo isso pode ser perdido quando colegas da equipe se fecham ou rejeitam as contribuições alheias ao sentir que não estão sendo compreendidos. Por conseguinte, a segurança psicológica é perdida. Ser empático ao ponto de vista da outra pessoa é crucial.

Fomentar a grande comunicação interpessoal no local de trabalho não é uma questão simples, mas o projeto do Google certamente reforçou a importância disso em qualquer empresa que depende do sucesso de suas equipes. Se você está procurando uma maneira de fortalecer essas habilidades críticas e criar equipes mais eficazes em sua própria organização, considere o treinamento de comunicação eficaz e relações interpessoais da Dale Carnegie!

 

Rua Alvarenga Peixoto, 1408, sala 901 - Sto Agostinho
Belo Horizonte, MG - 30180-121
P. + 55 31 2510-9099
 

Siga-nos online
 

 
© 2018 Dale Carnegie & Associates, Inc..
Todos os Direitos Reservados
 
.
projeto de site e desenvolvimento por Americaneagle.com